Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/20 às 13h07 - Atualizado em 18/02/20 às 13h10

Início das aulas na ESG

 

Projeto que nasceu em 2019, a partir da cooperação entre a antiga Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPLAG), por meio da Escola de Governo do Distrito Federal (EGOV), e a Fundação Universidade de Brasília (FUNAB), a Escola Superior de Gestão (ESG) iniciou o segundo semestre em exercício, no mês de fevereiro de 2020, com 15 novos alunos.

 

A ESG oferece graduação no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública, para servidores do Governo do Distrito Federal (GDF), com duração de quatro semestres letivos. Ao todo, são mais de 60 alunos, entre servidores e a comunidade do Distrito Federal. As aulas ocorrem de segunda a sexta-feira, no período noturno, e aos sábados, pela manhã, nas dependências da EGOV.

 

O Diretor da ESG, Alex Costa, enfatizou a importância do ensino superior para o GDF. “A ESG é vinculada ao sistema de educação superior público distrital e foi instituída para atender à sociedade, por meio de formação superior que alia teoria e prática e intenta ser oportunidade singular de mudança na cultura de formação superior no DF bem como de transformação social e econômica”, destacou o diretor.

 

Germane Mousinho, servidor da Administração do Lago Norte, aproveitou a oportunidade da ESG para realizar o sonho de ter o diploma de ensino superior em mãos. “Tenho 40 anos e, nesse meio tempo, tive meus filhos, agora chegou minha vez e estou bem feliz. Acho que vai agregar muito na minha formação profissional”, afirmou Germane.

 

Servidora há 26 anos, Patrícia Moura, de 52 anos, trabalha, atualmente, na Secretaria de Estado de Economia (SEEC). Aluna da segunda turma da ESG, Patrícia comentou sobre suas motivações: “Fazer um curso superior sempre esteve nos meus planos, estava tentando há um tempo e fiquei sabendo da ESG. Sou servidora há muito tempo, mas vou evoluir bastante aqui, aprender sobre os bastidores da gestão do governo”.

 

A metodologia utilizada no curso é diferente da tradicional, pois é baseada em metodologias problematizadoras. Edney Oliveira, aluno do segundo semestre, afirmou que o diferencial de ensino é muito bom para o aprendizado em sala de aula. “Eu creio que essa conciliação de conhecimento com a parte técnica e prática é o que realmente torna o curso único, por trabalhar com metodologias ativas e por ser direcionado para a ação, que é o que o serviço público, a meu ver, precisa”, completou Edney.

 

Para mais informações sobre a ESG, acesse o site http://www.esg.df.gov.br/.

 

Por Prisley Zuse

 

Escola Superior de Gestão - Governo de Brasília

ESG

SGO Qd.01 Lote 01 Bloco A/B - Brasília/DF - CEP: 70610-610